Dodge Newsedan

Dodge lança o Challenger T/A e o Charger Daytona 2017

A Dodge está convencida de que esta é a era de ouro dos veículos de alto desempenho, tornando o tradicional evento Woodward Dream Cruise, em Detroit, no lugar e momento ideais para reintroduzir dois famosos modelos da marca: o Challenger T/A e o Charger Daytona, agora na linha 2017. A dupla de muscle cars oferece maior rendimento nos motores HEMI® V8, incorporando avanços exclusivos de powertrain, além de estabilidade e frenagem melhores, bem como novos detalhes de design.

"Esta semana, mais de 1,5 milhões de fãs virão a Woodward para celebrar este evento tão tradicional para os muscle cars, oportunidade perfeita para homenagear o Challenger T/A e o Charger Daytona com essas novas edições especiais”, diz Tim Kuniskis, chefe das marcas Dodge, Chrysler e SRT. "E vamos continuar comemorando o desempenho histórico dos muscle cars da marca com o anúncio de mais uma edição especial ainda neste ano”.

Os novos Dodge Challenger T/A e Dodge Charger Daytona 2017 estão disponíveis com o HEMI V8 "392” (6,4 litros) de 492 cv de potência ou o HEMI V8 de 5,7 litros, de 380 cv, que ganhou novo sistema de escapamento ativo com controle eletrônico. A produção de ambos começará no próximo trimestre. Nos dois motores, a captação de ar frio melhorou com um novo sistema, que inclui a caixa de ar das versões Hellcat e o filtro de ar cônico da Mopar.

O chassi evoluiu com rodas (sempre aro 20) mais largas: 9 polegadas para as unidades com o propulsor de 5,7 litros e 9,5” para os impulsionados pelo "392”. Elas são combinadas a pneus de alto rendimento da Goodyear e Pirelli, respectivamente. Além disso, o poder de frenagem está maior com pinças de performance (quando o motor é o 5.7) e um sistema especial de freios da Brembo com seis pistões na frente e quatro atrás para o carros com o bloco de 6,4 litros.

Toques de estilo remetem aos Dodge Challenger T/A e Charger Daytona da virada dos anos 1960 para os 1970, como faixas em preto acetinado distribuídas pela carroceria e as travas externas de capô opcionais do Challenger.

Mitos originais
A gama do Dodge Challenger T/A 2017 se baseia no legado do modelo 1970, um veículo projetado para disputar o campeonato Trans-Am e que teve 2.399 unidades, sendo por isso um dos muscle cars mais procurados da história. A sigla T/A vem do termo "Time Attack”. Esta gama é composta por três modelos adequados para a pista, com detalhes de equipamentos exclusivos e de alta performance: Challenger T/A, Challenger T/A Plus e Challenger T/A 392.

Com uma produção de apenas 501 exemplares, o Dodge Charger Daytona original foi criado em 1969 especialmente para a competição mais popular do automobilismo norte-americano, a Nascar. Seu maior diferencial era o pacote aerodinâmico, com destaque para a dianteira "bicuda” e o enorme aerofólio traseiro. O objetivo era obter velocidades mais altas nas pistas ovais. O Charger Daytona foi o primeiro carro a passar de 200 milhas horárias (322 km/h) de média em um autódromo fechado, em 24 de março de 1970, em Talladega. O novo Dodge Charger Daytona 2017 resgata essa história, reforçando a posição do modelo no mercado atual como o único muscle car de quatro portas americano.

Cores vibrantes
Para tornar a experiência dos Dodge Challenger T/A e Charger Daytona 2017 ainda mais emocionante, o novo tom de edição limitada Green Go e o atualizado Yellow Jacket se juntam à tradição da marca em cores de alto impacto (HIP na sigla em Inglês – High Impact Paint).

Conheça mais detalhes dos Dodge Challenger T/A e Charger Daytona 2017 no vídeo 360° abaixo:

Fonte: FCA