RAM Newsedan

RAM 1500 chega ao Brasil e estreia no Salão de São Paulo

Foi durante o Salão do Automóvel de Detroit, que a Chrysler anunciou a vinda da Dodge RAM 1500 para o mercado brasileiro. A estreia acontecerá no Salão do Automóvel de São Paulo, evento esse que acontece entre 10 e 20 de novembro. Atualmente, a picape grande encontra-se e processo de homologação, para que possa finalmente ser importada para o Brasil.

Com capacidade de carregar 750 kg de carga, a RAM 1500 perde feio para a sua "irmã”, a 2500, que consegue suportar até 1.030 kg. Para atender a lei brasileira, a Chrysler terá de promover alterações na suspensão da sua picape, já que as normas exigem marcha reduzida para a aplicação de motor a diesel ou capacidade de carga maior do que uma tonelada.

Motorização
Com a estreia acontecendo apenas em novembro, a montadora não informou muitos detalhes em relação a Dodge RAM 1500, no entanto a expectativa é de que o motor seja o 3.6L V6 Pentastar de 309 cv de potência ou o 5.7L V8 HEMI de 400 cavalos de potência. O câmbio também não foi divulgado e não existe uma previsão de qual será o escolhido, já que a picape passará por mudanças, como foi dito anteriormente.

Nova versão
Aos poucos, a Chrysler vai montando a sua linha da RAM no Brasil, já que anunciou há alguns meses, a volta da picape 2500 na versão Laramie (por R$ 249.900). Com transmissão automática sequencial de seis marchas, motor turbodiesel 6.7L 6L Cummins de 330 cv de potência e 104 Kgfm de torque, a gigante conta com mais de seis metros de comprimento e capacidade de suportar 3.410 kg de carga.

Para poder conduzir a RAM 2500, é obrigatório possuir habilitação do tipo C, ou seja, a mesma exigida nos caminhões leves. No caso da Dodge RAM 1500, devido as modificações que a picape sofrerá para se adequar as regras brasileiras, a exigência passa a ser apenas de Carteira Nacional de Habilitação do tipo B.

Preço
Os preços também não foram divulgadas, mas especula-se que sejam próximos de R$ 200 mil, ainda mais com as altas taxas pagas pela importação de modelos como esses. No entanto, vale lembrar que essas são apenas previsões, já que a Chrysler ainda não anunciou o valore que será cobrado pelo modelo.

Fonte: Quatro Portas